Saúde mental no trabalho: entenda e supere os principais desafios

saude-mental-no-trabalho

Já tem alguns anos que uma parcela expressiva da população vem sentindo aumento dos níveis de pressão no ambiente corporativo, o que torna desafiador manter em dia a saúde mental no trabalho

 

Os motivos são muitos. O mercado desaquecido em alguns setores, nível elevado de demissões, reestruturação de muitas empresas e novas formas de interação. Sem falar nos desafios impostos pela digitalização, que vem ganhando cada dia mais terreno, mudanças organizacionais ou simplesmente alterações na percepção sobre o que queremos da nossa vida profissional.  

 

Nos sentimos ludibriados ao imaginar que a pandemia da Covid-19 foi a causa principal dessa instabilidade mental, física e emocional que vivenciamos hoje.    

 

Segundo pesquisa da FIA Employee Experience, existem causas que herdamos de um passado não muito distante:

 

  • estruturas hierárquicas de comando e controle;
  • abuso e exploração de recursos;
  • obsessão por maximizar os resultados;
  • dinâmicas de interesses, permissões e restrições que definem a relação formal de trabalho entre empregado e empregador.

     

Porém, temos pontos positivos para comemorar. Nos últimos dois anos, por exemplo, a saúde mental no trabalho ganhou novos holofotes. O tema foi discutido com muito mais seriedade e, finalmente, diversas empresas perceberam a importância de ter uma política cultural voltada ao tema. 

 

Como definimos a saúde mental no trabalho?


Nosso
estado psicológico, emocional e social deve estar em total equilíbrio com nossas tarefas diárias. Ou seja, devemos enfrentar as tensões e os desafios com consciência, produtividade e aprendizado.

 

Depressão, ansiedade e síndrome de burnout são algumas das doenças mentais que podem estar relacionadas com o trabalho que realizamos. 

 

Mas atenção: o fato de um colaborador não possuir essas doenças nem sempre significa que ele está em um ambiente de trabalho saudável.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde mental no trabalho é um estado de bem-estar e, embora existam estresses, precisamos ter condições de nos recuperarmos, tanto internamente como externamente.

 

Problemas decorrentes 

 

Uma vez atingidos por problemas relacionados à saúde mental, outras doenças podem ser descobertas como: obesidade, diabetes e hipertensão. Além de insônia, o que leva à desatenção, a erros e a acidentes de trabalho.

 

Dados da Previdência Social apontam que, no Brasil, em 2021, mais de 75 mil pessoas se afastaram do trabalho por conta da depressão, por exemplo.

 

Além disso, os problemas mentais estão entre as principais causas de afastamento, de acordo com a OMS. 

 

No Brasil, 37,8% das licenças médicas por transtorno mental são de depressão, e já amargamos o segundo lugar entre os países mais depressivos das Américas.

 

Portanto, investir no problema não é apenas uma tarefa importante para a qualidade de vida dos colaboradores. Significa investir em mais produtividade, diminuição de turnover e lucratividade.

 

Saúde mental em segundo plano: pode custar caro


Segundo a OMS, a depressão e a ansiedade causaram uma perda de aproximadamente US$ 1 trilhão na economia mundial nos últimos anos.


Em contrapartida, para cada US$ 1 investido em ações que promovem melhorias na
saúde e bem-estar mental dos colaboradores, US$ 4 são percebidos em ganhos com o aumento de produtividade. 


Em pesquisa da plataforma de bem-estar Wellable, foi constatado que grande parte das empresas no mundo já adota medidas para a melhoria da saúde mental de seus colaboradores:

 

  • 67% das empresas oferecem programas de assistência aos empregados; 
  • 46% valorizam recursos de educação em saúde mental; 
  • 30% adotam escalas de trabalho mais flexíveis;
  • 29% valorizam o acesso às ferramentas digitais de saúde mental.


Sabemos o quanto o estresse está presente no cotidiano de empregados e empregadores, e o quanto um colaborador estressado pode contaminar outros integrantes da equipe. 


Por isso, reforçamos a importância de
superar os tabus, vencer o preconceito e colocar a saúde mental no trabalho como protagonista da nossa história. 


Muitas horas de trabalho, a ausência de noites de sono bem dormidas, a falta de tempo para a prática de atividades físicas e o medo de abrir espaço para o nosso autocuidado são alguns fatores que preocupam especialistas neste momento.

 

3 dicas para promover a saúde mental no ambiente corporativo

 

1. Não fazer diferença entre os profissionais 

O colaborador precisa sentir que está em um ambiente justo, no qual pode se desenvolver na carreira e ter acesso a benefícios como os demais, independentemente de hierarquia.

 

2. Papel da liderança

Contar com líderes que evidenciem pequenas e grandes conquistas do dia a dia, bem como auxiliem na correção de possíveis falhas do time.


3. Potencializar habilidades

Criar cenários e ambientes que favoreçam o desenvolvimento das potencialidades do colaborador, de modo que possa se engajar e estar mais satisfeito com seu trabalho.

Empresas que não se atentarem com carinho ao tema tendem a amargar resultados operacionais frustrantes, além da perda de espaço no mercado como marca empregadora. 

 

Valorizar e se preocupar com o colaborador é simples. Basta uma nova atitude.

 

Tecnologia a favor da saúde mental 


Certamente, ainda temos um longo caminho a trilhar, mas enxergar esse movimento de mercado é um indicador de que muito em breve poderemos desmistificar crenças e julgamentos sobre saúde mental e sua relação com o trabalho. 


Abra espaço para o novo. Conheça o
app IVI disponível em todo o país e já utilizado por cerca de 1 milhão de vidas no universo corporativo. 


Conosco,
cada colaborador tem uma experiência exclusiva, que funciona através da inteligência artificial, respaldando e orientando sobre transtornos mentais, como ansiedade, depressão e síndrome de burnout. 

 

Nossa proposta é promover o bem-estar e o equilíbrio emocional. 

 

Converse com nossos consultores hoje mesmo e promova a saúde mental dentro de sua empresa!   

Vamos juntos cuidar da saúde emocional dos seus colaboradores?

IVI é um aplicativo que atua como uma assistente de saúde, bem-estar e prevenção, oferecendo jornadas de conhecimento, terapia online e planos de engajamento, num só lugar.
Preencha o formulário para solicitar um contato de nossos consultores.