Descubra dicas essenciais para utilizar o mindfulness no trabalho

mindfulness-no-trabalho

Não é de hoje que profissionais de diversos segmentos relatam aumento em quadros de ansiedade, depressão e estresse. 

 

Os fatores são diversos: a inesperada pandemia, o isolamento social, as mudanças no estilo de vida e a sobrecarga de trabalho. 

 

Esses exemplos nos fazem enxergar o quanto precisamos olhar para nossa saúde mental, desacelerar o ritmo e praticar o autocuidado.

 

Segundo o Google, em 2020, os termos meditação e mindfulness atingiram o recorde de busca dos últimos 16 anos. 

 

Só a busca para “como fazer meditação para ansiedade” cresceu 4000% de 2019 para 2020.     

 

O que significa mindfulness?

A palavra em inglês se traduz como “atenção plena”, ou seja, é um estado de atenção especial, em que atendemos às experiências internas e externas.

 

Na prática, é uma contemplação das nossas capacidades e dos acontecimentos de nossas vidas com maior presença, compaixão e gentileza. 

 

Com origem no budismo, o mindfulness não está ligado à religião, mas sim, às nossas experiências diárias. 

 

Saborear com calma uma refeição, perceber o aroma dos ambientes, sentir a respiração e os sentimentos, ficar atento às sensações ao tomar banho e a reação do corpo em um dia mais frio ou mais quente são alguns exemplos.

   

Benefícios da atenção plena

O mindfulness estimula habilidades de liderança e autonomia através da autoconfiança, trazendo clareza mental:

 

  • treina o foco e a concentração, reduzindo ansiedade e estresse;
  • melhora a inteligência, a saúde emocional e as habilidades comportamentais;
  • auxilia nas transições e gera ambientes com menos conflitos;
  • aperfeiçoa a comunicação, a memória, o aprendizado e direciona o foco para solucionar problemas; 
  • previne quadros mais críticos, como a síndrome de burnout

 

4 dicas para aplicar o mindfulness no trabalho

 

1. Definição

Que tal, antes de começar o trabalho, definir qual será seu principal foco? O que realmente quer alcançar neste dia? Essa meta, certamente ajudará a direcionar melhor as atividades.

 

2. Abolir múltiplas demandas

O que acontece com a maioria de nós, é que mudamos de tarefa muito rápido e temos a impressão de que estamos executando várias coisas ao mesmo tempo. 

 

Esse hábito é prejudicial ao cérebro e diminui a produtividade. Cada vez que mudamos de tarefa, o cérebro precisa de alguns segundos para focar na nova atividade.

 

Se fazemos isso o tempo todo, o cérebro fica lento e confuso!

 

3. Pausas mentais

Sabemos da dificuldade em fazer longas pausas para meditar, então, que tal só um minuto? 

 

Durante esse período, feche os olhos ou foque em um ponto fixo. Preste atenção na respiração, observe o movimento dos pulmões, o ar entrando e saindo pelas narinas e as sensações do corpo

 

Caso durante esses 60 segundos o pensamento se desvie, mentalize o “penso nisso depois” e volte ao mesmo ponto de partida. 

 

Aplicar esse exercício algumas vezes ao longo do dia trará benefícios do mindfulness

  

4. Liberte-se

Observar seus pensamentos sem julgá-los e depois deixá-los ir embora. Esse desprendimento é uma habilidade que praticamos durante toda a nossa vida. Por isso, é importante também começar a praticá-la no trabalho.  

 

Produtividade x mindfulness

O aumento da produtividade é uma consequência do aprimoramento da capacidade de atenção plena no mundo presente. 

 

A prática do mindfulness é recomendada a todos os colaboradores de uma empresa.

 

Com o apoio de profissionais especializados, a equipe de RH poderá montar um programa interno ou estimular a prática por meio de conteúdo compartilhado, para que cada funcionário entenda o significado de mindfulness, como pode ser aplicado e seus benefícios dentro e fora da empresa.    

 

3 ensinamentos práticos para seu dia a dia

 

1. Saia do Automático

Que tal começar a fazer tarefas cotidianas, como comer ou escovar os dentes, apenas usando a mão que normalmente você não usa?

 

Exercícios simples como esses treinam nosso cérebro no longo prazo. Ativam sinapses e estimulam a concentração mental. 

 

2. Foque em uma única atividade

Por que realizamos duas coisas juntas? Eu almoço e escrevo um e-mail ou falo ao celular e bebo água. Aplique o mindfulness e dedique-se apenas a uma atividade. 

 

Comer, por exemplo, sentindo o cheiro, o gosto, a textura e a temperatura.

 

3. Elogie um colega

Pelo menos uma vez ao dia, fale para alguém do seu convívio o quanto o admira. Mandar uma simples mensagem ou agradar com um mimo, por exemplo. 

 

Essa pode ser uma das atividades mais satisfatórias do mindfulness 

  

Compartilhe o mindfulness

 

Ele é uma jornada de autoconsciência. Contar com amigos e familiares interessados na prática do mindfulness facilitará o processo. 

 

Converse sobre o tema, seus propósitos e a importância para a vitalidade e os relacionamentos. 

 

E lembre-se: o mindfulness não é a única alternativa para equilibrar a saúde emocional. 

 

Conheça a IVI, a primeira assistente virtual de saúde emocional e bem-estar para ambientes corporativos. 

 

É um app utilizado por mais de 1 milhão de vidas e dezenas de empresas em todo País, com foco na prevenção a quadros de ansiedade e depressão.

 

Quer saber mais? Converse com nossos consultores e descubra como promover mais saúde dentro da sua organização!

IVI é um benefício corporativo. Vamos juntos cuidar da saúde emocional dos seus colaboradores?

IVI é um app de saúde mental e bem-estar para ambientes corporativos.

O que sua empresa tem feito pela saúde emocional dos colaboradores?

Preencha o formulário para solicitar um contato de nossos consultores.